Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Vulcões na Itália: fenômeno desperta muitas emoções

Os vulcões na Itália são uma das atrações mais curiosas do país. Eles são um fenômeno geológico cheio de mistérios e que desperta medo e curiosidade.

Entre as diversas atrações turísticas da Velha Bota, certamente os vulcões são uma das mais singulares e representativas do país.

Os vulcões podem ser classificados em ativos, extintos ou adormecidos. São graduações relacionadas ao período de sua última erupção. Se ela ocorreu há mais de 10 mil anos (extintos), há mais de 10 anos (adormecidos) ou há menos de 10 anos (ativos).

Seja como for, os vulcões na Itália são mais uma prova da grande diversidade do país em todas as áreas e a geologia está nessa lista.

Uma curiosidade que nem todos sabem é que os vulcões podem ser escalados. Inclusive, essa é uma das atrações turísticas mais concorridas do país entre os amantes da natureza e, principalmente, de belas paisagens.

Vulcões na Itália: os mais conhecidos

Certamente o vulcão mais conhecido, por ser o maior da Europa, é o Etna. Aliás, ele é um vulcão ativo, o que aumenta ainda mais a emoção de escalar o monte Etna.

Localizado na Sicília, esse vulcão tem mais de 3 mil metros. O acesso é feito de carro, por entre a aldeia Nicolosi e o refúgio Sapienza. Apesar de toda lava associada aos vulcões, é aconselhável vestir roupas quentes, pois seu topo é muito frio.

Outro vulcão ativo e famoso é o Vesúvio, em Nápoles. A distância entre o ponto de partida e a cratera é de 1.200 metros, uma caminhada de 30 a 45 minutos. De cima do monte, é possível avistar o Golfo de Nápoles, com suas ilhas ao longo da costa. Uma aventura inesquecível.

Confira outros vulcões italianos:

Stromboli – Fica no norte da Sicília, na ilha de Stromboli. Esse vulcão na Itália é cinza e tem profundidade submarina de 2 mil metros. Ainda ativo, é cercado no topo por nuvens de fumaça.

Vulcano – Na mitologia grega, Vulcano era o deus do fogo, filho de Juno e Júpiter. De acordo com a lenda, o deus se instalou nessa ilha. Destaque para os vapores que escapam de diversos gêiseres, aqueles buracos no chão que cospem vapor.

Monte Vulture – Vulcão extinto, hoje é uma bela montanha verde. Perfeito para caminhadas e aventuras pelas vinícolas que hoje dominam a região.

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram