Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Vêneto: região reúne grande parte da história da Itália

A região de Vêneto, nordeste da Itália, é a quinta mais povoada do país. Nessa região fica Treviso, que se orgulha do envio de muitos imigrantes ao Brasil.

Ao todo, são 20 regiões que compõem a Itália, divididas em 110 províncias e 8.103 comunas.

Comuna (comune, em italiano) e Região correspondem às cidades e estados no Brasil, respectivamente.

Oitava maior região do país, Vêneto tem 4,2 milhões de habitantes e sete províncias: Belluno, Pádua, Rovigo, Treviso, Veneza, Verona e Vicenza. Elas reúnem 582 comunas, sendo as maiores Veneza, Verona, Pádua, Vicenza e Treviso.

Vêneto é povoada desde a pré-história, fez parte do Império Romano e foi uma das regiões invadidas pelos povos bárbaros após a queda do Império.

Veneza, a capital da Região

O comércio com todo o mundo então conhecido tornou Veneza a mais próspera república marítima da península itálica, como eram chamadas as cidades litorâneas do país. Maior cidade e capital da região, Veneza tem 268 mil habitantes.

Assim como Veneza e seus famosos canais, Verona, capital da província de mesmo nome, reúne maravilhas arquitetônicas de valor inestimável. Destaque para o anfiteatro romano, a catedral gótica do Século X e diversas outras igrejas e palácios. A população é de 262 mil habitantes.

Outras belas cidades de Vêneto:

Pádua

Pádua – Cidade de 209 mil habitantes, destaca-se pela Universidade de Pádua, que representa seu passado cultural e artístico.

Também se destacam as obras do artista Giotto, a basílica de Santo Antônio e o mais antigo jardim botânico do mundo, com 460 anos.

Vicenza

Vicenza – O centro histórico de Vicenza é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, devido às suas basílicas, torres e palácios históricos.

Na Segunda Gerra Mundial, ocorreram diversos combates na cidade. A população é de 113 mil habitantes.

Treviso

Treviso – Com 81 mil habitantes, é conhecida como Pequena Veneza, devido aos canais que lembram a capital. Destaque para a enorme muralha construída para proteger a cidade de invasões. Muitos imigrantes que chegaram ao Brasil no Século IXX vieram dessa comuna, onde podem ser encontrados documentos que facilitam bastante a vida de quem procura a cidadania italiana.


Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram